Skip to main content

Vidro e MDF nas divisórias: em que tipo de obra usar?

31-05 - Vidro e MDF nas divisórias em que tipo de obra usar

Divide uma sala com outros colaboradores mas gostaria de mais privacidade? Tem uma empresa e quer renovar a cara da sua sede? Nós sabemos como te ajudar! Que tal usar vidro e MDF para separar cômodos?

Esses materiais têm ganhado a simpatia de arquitetos e projetistas pela rapidez e praticidade que eles representam para as reformas e obras. Além de ser uma solução simples e prática, usar vidro e MDF nas divisórias garante elegância aos seus ambientes.

No artigo de hoje vamos mostrar opções interessantes de aplicabilidade desses recursos, e mostrar que a maioria dos espaços e das construções podem se beneficiar da versatilidade e do requinte desses materiais. Confira!

Para salas de dois ou mais ambientes

Vidro e MDF como divisórias são perfeitos para separar qualquer ambiente que necessita da divisão de espaços, mas sem a necessidade de tratamentos acústicos ou aplicação de força para pendurar utensílios, móveis e objetos pesados. Eles podem ser a solução ideal para a criação de uma varanda em uma sala de dois ambientes, por exemplo.

Basta achar um MDF revestido com placas que melhor combinam com o piso do local, na medida de aproximadamente meia parede, completada por placas de vidro emolduradas com alumínio anodizado indo até o teto. O resultado dará outra vida para o local!

Para um ambiente de escritórios

Nesse caso o MDF, na cor de sua preferência, pode ser montado até o teto, tornando cada setor completamente independente e privativo. Mas esse tipo de madeira também pode ser parte da construção de divisórias com grandes janelas de vidro, favorecendo a integração entre os funcionários e colegas, pelo menos no que diz respeito ao aspecto visual.

Outra vantagem é o fácil deslocamento das peças pelos profissionais habilitados, o que permite que o tamanho de cada escritório seja posteriormente alterado, assim como a disposição de todo o ambiente, quando você bem entender. Vale salientar também que existe a possibilidade de que as paredes das divisórias sejam feitas completamente de vidro fixado por perfis de alumínio, dando um ar produtivo e vanguardista para a empresa.

Vidro e MDF para as divisórias de consultórios

No caso dos consultórios e clínicas a utilização dos materiais vai depender da necessidade de privacidade que cada situação exige. Estude o seu caso com a ajuda de um especialista no assunto antes de tomar a decisão!

Em um consultório no qual pessoas são atendidas por questões de saúde, por exemplo, o ideal é que sejam instaladas placas formando uma parede biombo, composta em sua parte superior por acabamentos de vidro, que favorece a iluminação e a receptividade do local.

Recepções e locais de atendimento ao público

Em locais destinados ao atendimento de pessoas, como recepções, usar vidro e MDF nas divisórias é interessante pelas inúmeras possibilidades de customização do ambiente que os materiais proporcionam.

Nesses casos, todas as divisórias podem ser de vidro, do tamanho pretendido pelo cliente, e com os perfis de alumínio pintados da cor que predomina na marca da empresa. Isso tranquiliza o frequentador do local, uma vez que o ambiente ganha um ar mais moderno e menos sizudo.

Além disso, ao proporcionar alguma transparência, o cliente ou consumidor que espera poderá ter uma ideia do que acontece na sala de reuniões, e de quanto tempo ainda precisará aguardar. A recíproca é verdadeira: quando os funcionários visualizam bem a chegada de um cliente é dispensada a necessidade de anúncios, senhas e outros artifícios burocráticos.

Gostou do nosso post de hoje? Então você com certeza vai adorar nosso artigo sobre os problemas na hora de dividir ambientes. Não perca!

 

Conteúdos Ricos para Textos no Blog_Cellus_catalogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *