Skip to main content

Saiba como o conforto afeta a produtividade da equipe nas empresas

Podemos não notar o quanto o conforto aumenta a produtividade nas empresas, até percebermos os reflexos negativos que o desconforto traz em nosso trabalho.

Uma cadeira que incomoda não nos deixa focar no que fazemos. A falta de iluminação adequada, além de nos deixar cansados, prejudica nossa saúde a longo prazo. E quando nos sentimos desanimados, é certo obter um rendimento menor, certo?

Entenda como o desconforto afeta a produtividade no trabalho e veja algumas pequenas mudanças estruturais e pessoais que podem agregar um melhor desempenho em seu ofício.

A ergonomia e sua influência na produtividade nas empresas

A ergonomia é a ciência que busca desenvolver uma integração entre as condições de trabalho, as capacidades, as limitações psicológicas e físicas do trabalhador e a função que ele executa.

Em outras palavras, a ergonomia visa oferecer mais conforto ao trabalhador para uma melhor eficiência laboral e mais bem-estar pós-laboral. Mas quais são os tipos de intervenção na ergonomia que se relacionam ao rendimento dentro de uma empresa? Continue a leitura e descubra!

Mobiliário

Os móveis em uma empresa devem se adequar aos preceitos ergonômicos, possibilitando o conforto dos funcionários durante o expediente. Por isso, é importante ter alguns cuidados antes de investir na estrutura física da empresa, como:

  • Optar por móveis que possuam certificações relacionadas à ergonomia e qualidade, como ABNT e ISO9001;
  • Optar por móveis sob medida, que são construídos de acordo com o tamanho da mesa e da cadeira, de forma que o funcionário manterá uma postura correta. Isso evita dores musculares e outras condições que possam reduzir a produtividade e causar prejuízos à saúde.

Ambiente físico

Além do mobiliário, o local de trabalho em geral também se relaciona ao bem-estar físico, mental e ao rendimento do funcionário. É preciso analisar o tamanho do espaço disponível e quantas pessoas ocuparão, além do nível hierárquico de cada uma e as atividades que serão desempenhadas.

A partir daí, é possível definir:

  • como poderá ser organizado o espaço;
  • quantas mesas serão colocadas;
  • qual o sistema de iluminação adequado;
  • se existe necessidade de um sistema de isolamento acústico no ambiente;
  • quantos computadores, pontos de internet ou telefone serão necessários;
  • como será a decoração do ambiente;
  • como será a disposição das cadeiras.

Um espaço reduzido, por exemplo, pode conter divisórias entre as mesas, de forma a deixar cada um dos funcionários mais confortável e focado em suas atividades.

Clima positivo

A sensação física de bem-estar — gerada com as técnicas ergonômicas — resulta em mais satisfação mental e, consequentemente, mais rendimento no trabalho. A qualidade de vida no ambiente de trabalho também é fator importante para agregar contentamento e melhor desempenho nas atividades laborais.

Por isso, é muito importante que o funcionário se sinta bem ao lado das pessoas com as quais trabalha e que a empresa motive esse bem-estar. Isso pode ser feito de várias maneiras, como:

  • pontuando os riscos de saúde dos funcionários periodicamente;
  • respeitando os planejamentos em relação aos horários de trabalho de cada funcionário;
  • motivando a prática de ginástica laboral e oferecendo serviços como massagens e relaxamento nos momentos de descanso;
  • oferecendo facilidades de lazer, como clubes, academias e/ou estimular a realização dessas atividades;
  • mantendo as instalações limpas e compatíveis à rotina dos funcionários;
  • realizando palestras e cursos sobre ergonomia e bem-estar no ambiente de trabalho;
  • atentando-se para a qualidade das relações interpessoais na empresa.

O conforto é crucial para conseguir produtividade nas empresas. Mostramos a você que alguns cuidados simples promovem sensação de bem-estar e mais rendimento dos funcionários. Não deixe de levar essas práticas em consideração e garanta o sucesso da empresa e de seus colaboradores!

Gostou das nossas dicas sobre conforto e produtividade? Então, deixe um comentário e compartilhe com a gente a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *