Skip to main content

Divisórias em MDF X drywall: confira as diferenças

67410-estender-500-divisorias-em-mdf-x-drywall-confira-as-diferencas

Espaços bem planejados e versáteis são extremamente importantes para as empresas. A divisão racional do espaço faz parte da organização e permite um melhor aproveitamento da infraestrutura corporativa, bem como contribui com a estética do ambiente de trabalho.

As vantagens do uso de divisórias

Divisórias são elementos fundamentais para a organização e funcionalidade dos ambientes corporativos. Seu melhor aproveitamento não se resume apenas à estética e beleza do lugar. As divisórias são ideais para manter privativos os espaços das diferentes salas e setores, contribuindo para o conforto e produtividade de quem trabalha.

Ao mesmo tempo, diferentes setores podem ser mantidos próximos, conectados visualmente, mas guardando a separação eficiente para o trabalho. Isso fomenta a interconectividade, a cooperação entre as equipes e pode reforçar a unidade dentro da empresa. Além disto, o uso de divisórias pode proporcionar um bom isolamento acústico, evitando-se ruídos incômodos e desnecessários no recinto.

Essas quase paredes, que separam os ambientes, contribuem para diminuir a sensação de se estar em um espaço gigantesco e por vezes estressante. Por isso, é bastante válido pensar sobre a forma como as divisórias estarão dispostas no local.

Vale lembrar que elas favorecem ideias de customização, de um ambiente mais sóbrio ao uso de cores e conceitos diversificados e modernos. Tudo vai depender da seleção dos materiais.

Mas qual seria o melhor material para suas divisórias? MDF ou drywall? Você sabe quais são as diferenças entre eles? Por que muitas empresas apostam nas divisórias em MDF? Quais as vantagens e desvantagens de cada um desses materiais?

Para acertar na escolha, exploraremos um pouco as características de dois dos mais populares materiais para divisórias: o MDF e o drywall. Confira no post!

As características do MDF

MDF é uma sigla em inglês que significa “Medium Density Fiberboard”, o que quer dizer em português “placa de fibra de média densidade”. O material é obtido por meio da aglutinação de fibras de madeira e de resinas sintéticas.

O MDF é versátil, recebe mais facilmente a aplicação de pintura e possui como propriedades marcantes a resistência e a durabilidade, além de grande facilidade na montagem e desmontagem. Graças a isso, é bastante utilizado em acabamentos de móveis, artesanato, molduras, colunas, forros e, claro, nas divisórias piso-teto.

Vantagens das divisórias em MDF

Bom para a natureza e para o seu bolso

Primeiramente, a sustentabilidade. Divisórias em MDF são ecologicamente corretas e seu uso não agride a natureza: utiliza madeiras de cultivo florestal, cujas fibras (ao invés de partículas) são aglutinadas com uma resina sintética por meio de pressão e calor. Se comparado a móveis feitos de madeira maciça, o preço final é significativamente menor.

Boas propriedades mecânicas

A resistência, a durabilidade e a versatilidade do MDF tornam esse material a melhor opção na fabricação de divisórias. A tábua obtida como resultado do processo é muito usada na produção de móveis residenciais e comerciais de linhas retas. O MDF pode ser bastante resistente às mudanças bruscas de temperatura e lida bem com a abrasão. Sua vida útil é longa!

Possibilidade de revestimentos variados

Divisórias em MDF recebem vários tipos de revestimento e funcionam de forma equivalente à madeira. Lembrando, no entanto, que é um material sensível à umidade, devendo ter sua superfície e topo protegidos.

Maior versatilidade

O MDF aceita vários tipos de acabamento, como pinturas, aplicação de verniz, revestimentos e impressões. O material também não apresenta restrições ao formato de corte, que pode ser feito nas mais diferentes espessuras, pois as fibras não são direcionadas.

Maior praticidade

O MDF se configura como a opção mais prática, pois sua instalação é muito mais rápida o que resulta em redução de cronograma — mesmo em projetos maiores, em relação a outros materiais, a instalação demanda um período comparativamente curto de tempo. Divisórias em MDF são muito fáceis de montar e desmontar.

Fiação e acústica

As divisórias em MDF permitem que toda a fiação elétrica e de computadores fique embutida, cuidando da organização e aparência do ambiente com grande proteção. É excelente opção para quem deseja isolamento acústico e térmico.

Uniformidade sem falhas

Em sua fabricação, o MDF tem as fibras unidas à resina em um processo de temperatura e pressão muito altas. Isto faz com que a superfície fique bem lisa e uniforme, livre de falhas, trincas e nós, que normalmente aparecem nas madeiras naturais.

Fácil manutenção

Painéis e divisórias em MDF têm garantia de fábrica, e seu reaproveitamento em um novo projeto é plenamente possível. Isso trará maior liberdade, quando se fizer necessária a reorganização do espaço.

As características do drywall

O drywall é uma placa de gesso com revestimento de papel acartonado em chapas que são aparafusadas em estruturas metálicas, planejadas de acordo com as necessidades de cada ambiente.

Significativamente mais frágil que o MDF, a principal vantagem de usar do gesso acartonado é ganhar espaço em ambientes muito pequenos, dado que sua espessura é mais fina que a das demais divisórias. Entretanto, demanda mais trabalho e custos de instalação, em função da necessidade de suporte metálico e acabamento final.

Seu sistema de construção é a chamada “seca”, gerando poucos resíduos. Assim como o MDF, apresenta facilidade com instalações elétricas e proporciona conforto térmico.

Entre as boas características do drywall, vale lembrar o isolamento acústico, importante em ambientes com muito ruídos e onde a concentração seja essencial.

O lado negativo

Os aspectos negativos da utilização do drywall estão na instalação, mais custosa, além de precisar de peças específicas para colocação de armários, nichos e prateleiras na parede, do contrário, ele poderá ser danificado e não sustentará adequadamente o mobiliário funcional. Drywall demanda pintura e não recebe bem acabamentos diversos, não sendo resistente à choques mecânicos, ao contrário do MDF.

Outro aspecto a ser destacado é alguma manutenção futura, que caso seja necessária gerará algum incomodo pela poeira que gera.

E agora, MDF ou drywall? Muito mais do que meramente funcionais, divisórias estão relacionadas à identidade da ambiente e à percepção de colaboradores e clientes sobre uma empresa ou empreendimento.

Depois dessa leitura, você já tem condições de avaliar o que se adapta melhor às necessidades de seu projeto: divisórias em MDF ou em drywall. Deixe seu comentário e compartilhe conosco sua experiência com esses materiais!

Catálogo de Divisórias para Ambientes Corporativos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *