Skip to main content

Divisórias de ambientes: conheça as principais matérias-primas

19-04 - divisorias-de-ambientes--conheca-as-principais-materias-primas12082

As divisórias de ambientes são soluções simples e criativas que podem transformar o espaço. Um bom acabamento alinhado a um material de qualidade pode valorizar o escritório e trazer personalidade em sua decoração. As divisórias podem ser simplesmente decorativas ou podem trazer privacidade. Para isso, existem diferentes tipos de materiais e vários modos para produzi-las.

Cada escritório tem necessidades e rotinas diferentes. Isso faz com que o ambiente deva ser adaptado ao máximo para facilitar a condição do trabalho, sem que o local perca o charme e a elegância de um ambiente corporativo.

Neste artigo, você vai conferir os materiais com os quais são feitas divisórias, seus benefícios e indicações para escolher o que mais bem se adapta às necessidades do seu escritório!

Escolhendo a divisória adequada

Na hora de escolher o material e o tipo de divisória, é preciso levar em consideração o dia a dia do escritório, a circulação e em como realizar a divisão adequadamente. É importante lembrar que um ambiente bem organizado resulta em um melhor fluxo de trabalho, aumentando o desempenho dos funcionários. Além disso, as divisórias de ambiente oferecem a praticidade de serem removidas ou realocadas com facilidade.

MDF

O MDF (placa de fibra de média intensidade, na tradução para o português), é o material produzido com a aglutinação da fibra da madeira e de resinas sintéticas. Ele se destaca como matéria para produção de divisórias, pois tem facilidade para receber pinturas e ainda possui durabilidade e resistência.

As divisórias em MDF valorizam o ambiente e sugerem um local mais intimista e elegante. O MDF é um material de qualidade e prático de ser instalado e é o mais recomendado para os casos em que são necessários isolamentos acústicos e térmicos.

Na parte estética, proporciona o benefício de poder embutir a parte elétrica do ambiente, tornando-o visualmente agradável.

Vidro

Esteticamente, a divisória de vidro traz outra proposta para o escritório. O material proporciona luminosidade e facilita a integração do ambiente, sem prejudicar o isolamento acústico, caso você precise de um pouco mais de privacidade. É ideal para ambientes pequenos por proporcionar a sensação de amplitude, sem perder a característica de escritório.

Os vidros temperados utilizados para fazer as divisórias garantem segurança e um ótimo isolamento acústico. Ainda é possível optar pelo vidro texturizado — essa opção é ideal para quem procura um pouco mais de privacidade dentro da sala, mas deseja uma divisória que permita a entrada de um pouco de iluminação.

Alumínio

O alumínio pode ser associado tanto ao MDF quanto ao vidro, como montante, dando um acabamento diferenciado. O alumínio proporciona total mobilidade e é um material resistente e fácil de limpar. As portas com montante em alumínio são leves e muito indicadas para as rotinas de escritórios, onde a circulação é maior.

As opções são muitas na hora de escolher uma divisória para o seu escritório. A dica é aliar a necessidade do ambiente, contando com os quesitos circulação de pessoas, a rotina e a privacidade à decoração e ao bom gosto. Sempre existem divisórias de ambiente compatíveis com a necessidade do escritório.

E você? Já escolheu qual material utilizar nas divisórias de seu ambiente de trabalho? Conta pra gente nos comentários. E, para mais informações como essas, assine nossa newsletter.

 

Conteúdos Ricos para Textos no Blog_Cellus_catalogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *