Skip to main content

5 pontos no ambiente corporativo que interferem na produtividade do trabalho

24-01 -5-pontos-no-ambiente-corporativo-que-interferem-na-produtividade-do-trabalho

Para diretores de empresas, um dos grandes desafios para manter sua companhia competitiva no mercado é a retenção de talentos.

Pagar um bom salário não é mais suficiente, tanto é que a remuneração não está mais entre os fatores primordiais para a satisfação dos trabalhadores, que hoje buscam, antes de tudo, oportunidades e qualidade de vida.

No post de hoje, vamos mostrar 5 pontos que você pode mudar no seu ambiente corporativo para reter seus talentos e aumentar ainda mais a produtividade.

#1. Privacidade

Ninguém gosta daquela sensação de estar sendo vigiado, ainda mais em um ambiente profissional. A falta de divisão clara entre as estações de trabalho comprovadamente diminui a eficiência do trabalhador e aumenta níveis de estresse.

Investir em móveis que dispõem melhor as estações — divisórias bem planejadas que respeitam o espaço do trabalhador sem isolá-lo dos outros — é uma ação que um diretor pode realizar para melhorar seu ambiente corporativo.

#2. Circulação de ar

Este é um ponto menos considerado ao planejar um ambiente de trabalho, mas que faz muita diferença para que seus funcionários se sintam à vontade para trabalhar. Ambientes abafados, muito quentes ou muito frios impactam diretamente na produtividade.

Tente criar um ambiente arejado, com circulação natural de ar. Pense em móveis que não ocupam tanto espaço e não fiquem amontoados. Caso não seja possível criar uma corrente natural de vento, faça um planejamento para que o ar-condicionado chegue em todos os cantos do ambiente de forma uniforme e sem extremos.

#3. Iluminação

Ambientes corporativos mal iluminados são um grande inimigo da produtividade e da qualidade de vida. Como seres humanos, nós gostamos de sentir a luz do Sol. Ambientes com iluminação natural nos deixam mais dispostos, produtivos e diminuem os níveis de estresse.

Tente planejar o mobiliário de forma que as estações de trabalho fiquem próximas à janela. Caso não seja possível, planeje a iluminação do ambiente para que ela simule, da melhor forma possível, a luz natural, sem muitas sombras e áreas na penumbra.

#4. Ruído

Ruídos constantes ou picos de ruídos frequentes no ambiente corporativo causam um aumento considerável no nível de estresse, diminuindo a produtividade e a satisfação do trabalhador.

Estações de trabalho muito próximas e sem qualquer isolamento, falta de divisão para áreas de reunião e de produção e móveis de baixa qualidade que produzem muito barulho são pontos que aumentam os níveis de ruídos e atrapalham os funcionários.

A qualidade de vida passa também por eliminar a poluição sonora. Ambientes tranquilos são essenciais para quem quer produzir com qualidade.

#5. Ergonomia

Não existe produtividade em uma empresa com funcionários com dores no corpo, cansaço muscular, tensão nas articulações. Além de atrapalhar o trabalho, fatores que interferem diretamente na saúde do trabalhador são determinantes para que ele mude de empresa.

Para um diretor, é preciso ter certeza que os móveis estão de acordo com seu uso. As cadeiras e mesas têm que oferecer uma postura adequada, e as telas precisam estar apoiadas para que fiquem na altura ideal. O trabalhador precisa de espaço para se movimentar e não colocar pressão desnecessária nos músculos.

Preocupar-se com esses pontos não é apenas uma questão de conforto. Além de aumentar a produtividade, um bom ambiente corporativo pode atrair novos talentos para a sua empresa e manter aqueles que já estão no seu quadro de funcionários.

E onde você trabalha? Já identificou algum desses pontos que precisam ser mudados? Conte-nos aqui nos comentários!

 

 

Conteúdos Ricos para Textos no Blog_Cellus_manualprodu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *